Crédito empresarial: Essa é uma boa ideia?

Crédito empresarial é uma boa ideia pra tua empresa

Desde o início de 2020, quando os efeitos da pandemia começaram a bater na porta das empresas, a demanda por linhas de crédito tornou-se ainda mais evidente. A mudança de comportamento da sociedade gerou impacto nas vendas de todos os setores. Na maioria deles houve queda no consumo, mas em alguns houve crescimento.

Independente da circunstância, gerenciar alterações na produtividade padrão de uma empresa quase sempre demandará ajustes financeiros. Quando não há capital disponível, o empréstimo é uma das soluções mais procuradas. Os empresários costumam buscar crédito geralmente em duas situações. Vamos a elas.

Crédito para investimentos

Uma das situações é aquela em que o empresário está em busca de capital para investir no crescimento da empresa. Imagine, por exemplo, uma empresa de alimentação que durante a pandemia teve um aumento dos atendimento delivery e o empresário precisou de crédito para investir em logística de entrega, novas embalagens e ampliação da equipe. O crédito foi utilizado para fins de expansão da atividades empresa.

Nesse tipo de financiamento é possível conseguir melhores condições na negociação da taxa de juros, número de parcelas e carência, pois a empresa consegue comprovar condições de pagamento. Inclusive, dependendo de qual for o investimento a ser feito, o bem pode ser dado como garantia, facilitando ainda mais a negociação do empréstimo.

Mesmo em circunstâncias positivas é importante que a tomada de crédito seja bem planejada do ponto de vista contábil, pois trata-se da aquisição de uma dívida e a empresa se protege quando tem um plano para minimizar os riscos de não haver fonte pagadora para este empréstimo. A relação entre investimento e retorno, por exemplo, precisa ser pensada para que o crédito destinado ao crescimento da empresa não se transforme em uma dívida.

Crédito para pagar dívidas

A outra situação é aquela em que o empresário precisa de crédito para quitar dívidas. Nesse caso, o planejamento é mais complexo do que no caso anterior, pois neste a empresa apresenta instabilidade financeira e o empréstimo pode ser um fator de agravamento da situação contábil fragilizada. Uma tomada de crédito mal planejada pode ser fatal para o negócio.

Para realizar um financiamento da dívida de forma segura é preciso identificar a fonte do desequilíbrio entre receitas e despesas, implementar soluções para corrigir o saldo negativo e criar uma fonte pagadora para o empréstimo. Este é um trabalho que envolve a revisão contábil do fluxo operacional e financeiro através da identificação da dinâmica de recebimento dos clientes e do pagamento de fornecedores.

Nesse cenário as condições da tomada de crédito são mais difíceis, pois com garantias frágeis a margem para negociação de valores, taxa de juros e carência junto às instituições financeiras é menor. Esta é uma das etapas em que a presença do contador pode minimizar os riscos de realização de contratos que podem resultar em mais dificuldades para o negócio.

Com a empresa em situação financeira instável, a ausência desses planejamentos forma uma lacuna sobre a fonte pagadora do crédito que será adquirido. Há um risco de haver necessidade de um novo empréstimo para pagar o anterior, sendo que essa ação poderá resultar em uma bola de neve que irá “atropelar” a empresa.

Uma opção ao empréstimo

Uma tendência forte no mercado é a presença do sócio investidor, pessoa com capital disponível para investir na expansão de uma empresa ou na quitação de dívidas, mediante participação no negócio de forma direta ou indireta. Encontrar alguém para investir no negócio é uma opção para o empresário na busca por soluções financeiras.

O sócio investidor pode eliminar os riscos de endividamento que existem no empréstimo, mas, ao fazer essa opção, o empresário precisa estar ciente da existência de possíveis conflitos que precisarão ser administrados no processo decisório. O investidor não representa uma dívida, mas se há muitos conflitos gerenciais a empresa fica em risco da mesma forma.

Crédito planejado é solução, caso contrário é problema.

Diante da necessidade de crédito destinado a investimentos ou quitação de dívidas, é importante compreender que a entrada de recursos não significa saldo positivo. O crédito pode ser uma opção interessante para as empresas em muitos momentos desde que o risco seja previamente calculado e com soluções para quitação planejadas.

Na Convexa realizamos um planejamento de viabilidade, benefícios e riscos. Vamos além da busca pela solução do problema imediato, buscamos proporcionar ao empresário a tranquilidade de que desafios podem ser superados. Trabalhamos juntos em um plano para que o crédito financie a preservação ou crescimento dos seus projetos de vida.

Se estiver precisando de crédito para sua empresa e deseja fechar um contrato seguro para ti e para teu negócio, mande uma mensagem e conte com a gente.

Baixe nosso eBook

Você também pode se interessar

Interessado? Assine nssa Newsletter